fbpx

Poderoso e eficaz suco para o colesterol

 

O aumento do colesterol que aparece em seus exames está intimamente ligado com os hábitos de vida das pessoas. Sedentarismo, má alimentação, estresse, fumo são alguns dos fatores que mais interferem no processo.

Outro fator cada vez mais comum é o uso de certos medicamentos químicos que prejudicam o fígado. Esses medicamentos, como a prednisona, betabloqueadores, repositores hormonais, medicamentos contra taquicardias e tantos outros, podem causar descontrole de triglicerídeos e, consequentemente, fazem o colesterol subir.

O que é colesterol?

O colesterol é um tipo de gordura (lipídio) encontrada naturalmente em nosso organismo, fundamental para o seu funcionamento normal. O colesterol é o componente estrutural das membranas celulares em todo nosso corpo e está presente no cérebro, nervos, músculos, pele, fígado, intestinos e coração. Nosso corpo usa o colesterol para produzir vários hormônios, vitamina D e ácidos biliares que ajudam na digestão das gorduras. 70% do colesterol é fabricado pelo nosso próprio organismo, no fígado, enquanto que os outros 30% vêm da dieta.

Por que é importante entender o colesterol?

Quando em excesso (hipercolesterolemia), o colesterol pode se depositar nas paredes das artérias, que são os vasos que levam sangue para os órgãos e tecidos, determinando um processo conhecido com arteriosclerose. Se esse depósito ocorre nas artérias coronárias, pode ocorrer angina (dor no peito) e infarto do miocárdio. Se ocorre nas artérias cerebrais pode provocar acidente vascular cerebral (derrame).

Portanto o colesterol alto é um fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Quais são os tipos de colesterol?

Existem 2 tipos de colesterol no sangue. O LDL colesterol (low density lipoprotein) também chamado de “mau” colesterol, que promove o depósito da gordura nas paredes das artérias e corresponde a 75% do total do colesterol em circulação. Quanto maior o LDL-C, maior o risco de problemas.

E o HDL colesterol (high density lipoprotein), também chamado de “bom” colesterol, transporta o colesterol das células para o fígado, eliminando-o pela bile e fezes. Fornece proteção contra a arteriosclerose e, se o seu nível está baixo, o risco de doença cardiovascular aumenta.

Quem deve dosar o colesterol?

Todos os adultos acima de 20 anos e qualquer pessoa com antecedentes familiares ou que já apresentou alguma manifestação de arteriosclerose.

Quais são as causas do aumento do nível de colesterol?

Existem uma série de fatores que promovem elevação do colesterol. Alguns são modificáveis, pois relacionam-se ao estilo de vida do indivíduo (sobrepeso, obesidade, esteatose hepática, dieta ou exercício, por exemplo). Outros são inerentes e não podem ser modificados (hereditariedade).

Quais os alimentos que produzem aumento de colesterol?

Só encontramos colesterol nos alimentos de origem animal, que são ricos em gorduras do tipo saturada. Assim o colesterol está presente em todas as carnes e seus derivados, frutos do mar, gema de ovo, leite e seus derivados.

Outras fontes de gordura saturada:

• Alimentos industrializados: bolos, biscoitos, chocolates, tortas, sorvetes.
• Alimentos vegetais: côco, banha de côco, azeite de dendê.

As gorduras insaturadas ajudam a diminuir o colesterol sanguíneo, mas por serem muito calóricas e engordar devem ser consumidas com cuidado. Estão presentes nos óleos vegetais (oliva, canola, soja, milho, girassol), nozes, avelãs, abacate, margarinas.

Alimentos de origem vegetal não contêm colesterol

Alguns fatores que você pode controlar

Exercícios: Exercícios aeróbicos são uma forma de aumentar o HDL-C e reduzir o LDL-C, perder peso e controlar a pressão arterial.
Discuta com o seu médico qual o melhor exercício para você.

Dieta balanceada: O excesso de peso, especialmente a gordura abdominal (barriga), aumenta uma outra substância gordurosa chamada triglicérides. Além disso reduz o nível de HDL-C e aumenta o LDL-C.

Peso: O excesso de peso tende a aumentar o seu nível de LDL (“mau”) colesterol. A perda de peso pode ajudar a diminuir o LDL-C e aumentar os níveis de HDL (“bom”) colesterol.

Fatores que você não pode controlar

Sexo: Homens têm maior risco de apresentar colesterol elevado que as mulheres. Mas depois da menopausa, o LDL-C da mulher aumenta e o HDL-C diminui.

Idade: O colesterol aumenta com a idade. Nos homens isso ocorre a partir dos 45 anos e nas mulheres a partir dos 55 anos

Hereditariedade: Os genes podem influenciar o nível do LDL (“mau”) colesterol através da velocidade com que o mesmo é produzido e removido do sangue.

Será que o meu nível de colesterol é alto?

Normalmente a elevação dos níveis do colesterol não provoca sintomas. O primeiro sinal pode ser um ataque do coração. A única forma de saber o seu colesterol é através de exame de sangue. Pergunte ao seu médico.

Como posso controlar o meu colesterol?

Através de uma alimentação balanceada, da perda de peso (se você for obeso) e da realização de exercícios físicos você estará colaborando para que o seu colesterol esteja dentro dos níveis normais. Lembre-se, entretanto, que qualquer uma destas condutas só poderá ser tomada junto com o seu médico.

Às vezes, apesar de tudo isso, o colesterol pode permanecer elevado. Poderá então ser necessária a administração de algum medicamento redutor de colesterol, que somente poderá ser prescrito pelo seu médico.

Por quanto tempo deve ser feito o tratamento?

De forma semelhante a de outros problemas crônicos, como diabetes e hipertensão, o tratamento das alterações do colesterol deve ser mantido por toda a vida. Tanto os cuidados com a alimentação e exercícios, como o uso de medicamentos, deverão ser empregados por tempo indeterminado.

O suco funciona?

O suco funcional não é um milagre. Não é porque você está tomando religiosamente o suco que seu colesterol vai despencar, se você não começar a fazer as mudanças importantes em sua vida. Seu estilo de vida tem grande influência sobre os resultados.

Porém, mesmo que você esteja fazendo tudo errado, os resultados do suco já serão muito interessantes, pode acreditar. No universo das plantas medicinais, existem dezenas e dezenas de plantas com altíssima eficiência em controlar o colesterol.

Mas aqui escolhemos um conjunto maravilhoso de plantas de fácil acesso. Plantas que pode ser que você tenha em sua cozinha hoje mesmo ou que pode encontrar em qualquer supermercado! Então, vamos à receita.

Ingredientes:

• ½ xícara de Casca de abacaxi
• 1 colher de sobremesa de Gengibre picado
• ½ xícara de Agrião
• Suco de 1 Limão

Modo de preparo:

• Coloque todos os ingredientes no liquidificador com 300 ml de água.
• Bata até que todas as partes estejam líquidas.
• Coe numa peneira comum e tome imediatamente o suco.

Forma de uso:

Para o controle do colesterol o ideal é tomar o suco 2 vezes ao dia, sendo a primeira pela manhã e a segunda no final do dia, sempre nos intervalos entre as refeições.

Contraindicações:

• Pessoas que já tomam medicamentos para trombose ou anticoagulantes devem evitar o uso do abacaxi, pois pode interagir com os demais medicamentos e causar sangramentos.
• Pessoas que passaram recentemente por cirurgias também devem evitar o uso do abacaxi por conta do risco de sangramentos.
• Gestante devem usar o abacaxi com moderação.
• Alérgicos a bromelina devem evitar o abacaxi.
• Em caso de hipertensão muito descontrolada, o gengibre pode causar pequena elevação na pressão arterial. Todavia o uso do agrião e do abacaxi podem evitar este efeito. De qualquer forma, a pessoa deve se avaliar durante o tratamento com o suco e caso verifique qualquer alteração na pressão arterial, deve retirar o gengibre da receita.

A escolha dos ingredientes:

Abacaxi (Ananas comosus)

Contra o descontrole do colesterol, estudos demonstram que apenas o consumo diário de abacaxi já pode normalizar as taxas de colesterol e triglicérides. Sua ação é muito efetiva neste caso.

Agrião (Nasturtium officinale)

No controle do colesterol, o agrião demonstrou a capacidade de reduzir em até 48% os níveis de LDL e em aumentar em até 16% do HDL, auxiliando muito no controle da obesidade e outras doenças ligadas ao colesterol. Num outro estudo o extrato alcoólico de agrião reduziu em mais de 50% o colesterol LDL e aumentou em 27% o HDL.

Gengibre (Zingiber officinale)

Uma pesquisa demonstrou que o uso de gengibre causou significativa redução de colesterol nos animais do teste. Em um outro estudo avaliou-se a capacidade do gengibre em impedir o aumento do colesterol em animais alimentados com gordura, utilizando extrato alcoólico de gengibre. Seu resultado foi comparado ao Gemfibrozil, um medicamento hipolipidêmico padrão.

Limão (Citrus limon)

No sistema cardiovascular, o suco tem ação contra trombose, arteriosclerose, hipertensão, úlcera varicosa e hemorróidas. O suco reduz o colesterol e triglicerídeos , auxiliando no controle da obesidade.

Fonte: Novartis, Jolivi

Você pode gostar...