fbpx

Boldo, remédio natural para tratar o fígado, má digestão e gastrite

 

Nativo da Índia, o boldo-de-jardim, ou boldo-brasileiro (Plectranthus barbatus) é conhecido popularmente por tratar problemas de gastrite, úlcera e reduzir a quantidade de suco gástrico, bom também para combater a má digestão e doenças no fígado.

A forma mais tradicional de consumo desta planta é através de chá. Por isso, uma boa opção de consumo do boldo sem sentir a forte e peculiar amargura é junto com um suco.

Existem duas espécies da planta: o boldo verdadeiro (conhecido como boldo do Chile) e o boldo brasileiro, muito divulgado e utilizado em todo território nacional. Muitas famílias cultivam o boldo no quintal, mas também pode ser encontrado em lojas de produtos naturais.

O boldo é muito utilizado para tratar:

  • Dor de cabeça
  • Flatulência
  • Cistite
  • Prisão de ventre
  • Gota
  • Pedra na vesícula
  • Problemas no fígado
  • Má digestão

Outras propriedades:

  • Vermífuga
  • Tônica
  • Sedativa
  • Estimulante
  • Desintoxicante
  • Antioxidante
  • Anti-inflamatória
  • Anestésica, antisséptica, antibacteriana
  • Antiespasmódica (diminui a cólica)
  • Diurética
  • Ação estimulante da vesícula biliar
  • Não ajuda a emagrecer mas diminui a produção de gases e, como consequência, ajuda a diminuir a distensão abdominal.

Alguns efeitos colaterais pelo uso excessivo são:

  • Vômitos
  • Aborto em casos extremos
  • Diarréia

Como fazer o chá de boldo

Em 150 ml de água fervente colocar uma colher de chá de folhas de boldo. Deixar descansar por 10 minutos e tomar morno duas ou três vezes ao dia especialmente antes e depois das refeições.

Atenção: O boldo é contra indicado para gestantes, pois pode ter efeito abortivo e também para pacientes que tenham a vias e biliares obstruídas, pancreatite ou hepatite aguda. Já está comprovado também o seu efeito teratogênico, ou seja, ele causa má formação do feto.

Notícias divulgados na internet a respeito do uso do chá de boldo para supostamente curar a Covid-19 não possuem nenhum embasamento científico. A única coisa comprovada é que uma boa alimentação, reforçados com as vitaminas C e D, ajudam a reforçar o sistema imunológico.

Você pode gostar...